Estado de Esgotamento. 10 hábitos pessoais que ajudarão a sair dele

Estado de Esgotamento. 10 hábitos pessoais que ajudarão a sair dele

O esgotamento é uma condição semelhante à fadiga extrema: torna-se difícil levantar de manhã, não queremos comunicar com ninguém, perdemos o significado de qualquer actividade, e o sono e mesmo as longas férias não ajudam em nada. Esta condição ocorre quando as responsabilidades e deveres de uma pessoa excedem em muito as suas capacidades e recursos.

Muito tem sido dito e escrito sobre o esgotamento ultimamente. Parece, no entanto, que a pandemia e o trabalho remoto resultante deveriam ter reduzido os riscos de esgotamento (uma vez que já não tem de gastar energia para chegar ao escritório e comunicar com os seus colegas, o que nem sempre é positivo). Mas acabou por ser o oposto: as pessoas trabalham com o mesmo esforço e muitas vezes até mais do que antes, e ao cansaço habitual juntou-se a ansiedade, a incerteza sobre o futuro e o medo de perder o seu emprego.

Como evitar o esgotamento?

O problema do esgotamento é mais frequentemente enfrentado por empresários e pessoas em posições de chefia. Portanto, uma solução simples (mudar de actividade, ir de férias ou evitar problemas no trabalho) neste caso não é adequada.

Então, o que fazer? Como ultrapassar o esgotamento? Há 10 truques eficazes de que vos falaremos a seguir:

1. Assistente pessoal. Nem imagina como isto é importante! Primeiro, se tiver um assistente, delega-lhe muita rotina. Mas mais importante, o segundo: o assistente é a sua “barreira inteligente”: ao delegar um monte de tarefas organizacionais ao assistente (para marcar reuniões, obter informações, resolver problemas logísticos com viagens ou chamadas de correio), reduz criticamente o nível de stress – já não se distrai constantemente do importante.

2. 10.000 passos no exterior (exactamente no exterior, não num centro de fitness ou de escritório!!!). Tem de o fazer diariamente, independentemente das condições meteorológicas. Caminhar é muito bom para aliviar o stress, alivia o cérebro, e dá-lhe uma oportunidade de pensar no que é importante. Porque é que é importante para mim caminhar lá fora? Sim, porque na sala de fitness há uma “feira de vaidade” – todos olham uns para os outros, e você distrai-se ao olhar e comparar-se com os outros. Na rua, está-se sozinho. E a sua cara torna-se mais fresca quando caminha lá fora. 🙂

3. Uma hora de silêncio e solidão (eu combino-a com 10 mil passos diários). Permite-lhe acalmar-se, concentrar-se, pensar em coisas importantes.

4. O sono prolongado. Por mais ocupado que esteja, deve tentar dormir pelo menos 7-8 horas todos os dias. Sim, pode ter de sacrificar outras coisas (por exemplo, comunicação com a família), mas num estado de nervosismo é um mau conversador, mãe ou pai. Portanto, é melhor dormir o suficiente, e resolver as suas tarefas pessoais noutra altura.

5. Comece a manhã com um sorriso. Sim, não é fácil neste estado, mas deve aprender a ajustar-se de uma forma optimista. Só assim poderá evitar o esgotamento da rotina e melancolia da vida quotidiana. Pessoalmente, faço isto: o meu primeiro pensamento de manhã é “O que é fixe na minha vida que vai acontecer hoje”. Não tem de ser sobre dinheiro, sucesso, realização. Pode ser uma reunião interessante, um livro, um contrato, uma conversa, uma compra. Qualquer coisa, mas não deixe de encontrar um pouco de alegria para o dia seguinte que lhe permita levantar-se com um sorriso. O dia vai correr melhor (testado!).

6. Arranje um animal de estimação doméstico. Eles são grandes aliviadores de stress. Pode ser um cão, gato ou coelho (seja o que for). O principal: que se sinta confortável e que este animal o compreenda e o acalme. Pessoalmente, eu adoro o meu labrador Ritchie, ele apoia-me sempre quando me sinto mal.

7. Não ponhas a fasquia muito alta e sê honesto contigo mesmo. Exigências excessivas levá-lo-ão a uma condição de “ódio a si próprio” e a falta de honestidade levará à autopiedade e à indulgência. Todas estas são estratégias sem saída que conduzirão a mais esgotamento. É melhor ser honesto quanto às suas capacidades: “Isto eu posso fazer, porque onde sou bom, e isto delego. Cometi aqui um erro, mas vou corrigi-lo, porque sei como”.

8. Meditação. É uma excelente forma de reduzir o stress e a tensão no corpo. Pessoalmente, quando sinto que o stress tem limites e não consigo lidar com ele, começo sempre a fazer duas vezes por dia ciclos de meditação (instalei uma aplicação no meu telefone): uma para respirar e relaxar, a segunda antes de ir dormir.

9. Leitura de livros. Estes devem ser livros de ficção, pois todos os outros livros não descarregam o cérebro. Estou actualmente a ler num livro um regime de 2 semanas. Permite-me tirar a mente da minha rotina operacional e olhar para os negócios e toda a vida de um ângulo diferente.

10. Nutrição adequada. Eu observo o que como e tento limitar a minha ingestão de doces, fast food e álcool. Isto permite-me manter o meu corpo tonificado e suportar mais facilmente o stress. Tomar um complexo de várias vitaminas todos os dias também me ajuda a evitar o esgotamento.

Estes são todos os 10 truques que me permitem não me preocupar com o esgotamento. Quão eficazes são eles? Bem, há 2 anos que trabalho no “horário do inferno” (14 horas de trabalho 6 dias por semana) e sinto-me bastante feliz.


No more posts
No more posts