6 sinais de que pensa demasiado

6 sinais de que pensa demasiado

Pensar demais é uma das razões mais comuns para visitar um terapeuta na Europa e nos Estados Unidos. Segundo um estudo realizado pela Universidade de Michigan, 73% das pessoas com idades compreendidas entre os 25 e os 35 anos têm problemas com o pensamento exagerado. Entre os idosos, a percentagem é mais baixa, apenas 52% entre os 45 e 55 anos de idade.

O que é que isto significa? Em termos simples, estas pessoas queixam-se de que não se sentem bem porque pensam demais. Mas o que há de errado em pensar demais? Afinal de contas, a actividade cerebral funciona sempre em nosso benefício. Na verdade, não é assim:

  1. Pensar demais não é o mesmo que pensar demais. Ou seja, não há utilidade prática para ele;
  2. Pensar em excesso drena a sua energia e força;
  3. Pensar excessivamente sobre certos acontecimentos pode levar a conclusões erradas;
  4. Finalmente, o pensamento exagerado distrai-o do seu trabalho.

Como é que sabe se o seu pensamento evoluiu para um pensamento exagerado? Aqui estão seis sinais:

1. Ao ponderar, não está concentrado na resolução do problema

Pensar demais é focalizar o problema, enquanto que a resolução de problemas implica encontrar uma solução. Tomemos um exemplo: imagine que vive fora da cidade e que uma tempestade está a chegar. Essa é a diferença entre pensar demais e resolver um problema:

  • Pensar demais: “Gostaria que a tempestade não tivesse acontecido. Seria terrível. Espero que a casa e o meu carro não sejam danificados. Porque tem sempre de acontecer comigo?”;
  • Resolução de problemas: “Vou lá fora e apanho qualquer coisa que o vento possa levar. Vou colocar algo pesado contra o portão para que não se abra e danifique o meu carro”.

Encontrar soluções para os problemas pode levar a uma acção produtiva. Por outro lado, o pensamento excessivo cria emoções desagradáveis e não ajuda a encontrar soluções.

2. Tornou-se difícil para si tomar decisões

Não se trata apenas de trabalho. Se achou difícil tomar decisões simples, quer seja decidir o que comer num restaurante, que loja escolher, ou o que cozinhar para o jantar, provavelmente está a pensar demais.

Qual é a saída para esta situação? É simples: não se esforce demasiado. Se tiver de tomar uma decisão, basta tomar a primeira ou limitar-se a duas, no máximo três opções.

3. Na tomada de decisões, confiamos apenas na lógica e ignoramos a nossa intuição

Se tende a ignorar a sua intuição e gosta de passar horas a pesquisar vários agregadores e sítios de comparação, então faça longas listas de prós e contras, provavelmente está a pensar demasiado.

Não negligencie o que a natureza já lhe deu. A sua intuição é uma ferramenta surpreendente que facilita muitas das tarefas da vida.

Isto é confirmado por um estudo recente publicado no Proceedings of the National Academy of Sciences, que mostrou que quando os participantes no estudo foram forçados a escolher entre duas opções baseadas apenas na sua intuição, 90% das vezes fizeram a escolha certa.

4. Deixas a tua ansiedade reter-te

O seu pensamento exagerado retém-no quando a ansiedade o impede de agir. Isto é normalmente acompanhado por pensamentos de “E se?”.

5. Pensa mais do que pensa

Já alguma vez ouviu o termo “paralisia analítica”? É quando se pensa muito, mas não se faz nada. No processo de procura de soluções, aqueles que sofrem de pensamento exagerado podem ter situações em que cada solução encontrada não parecerá suficientemente boa. O que, por sua vez, leva a uma nova fase de pensamento. E assim por diante ad infinitum.

6. Tem medo de falhar

As pessoas que sofrem de pensamento exagerado estão também a lutar incansavelmente pela perfeição em tudo o que fazem. Não podem aceitar o fracasso e fazer tudo o que estiver ao seu alcance para o evitar. Ironicamente, isto significa geralmente inacção. O medo do fracasso é paralisante, por isso em vez de correrem riscos e falharem, preferem não fazer absolutamente nada.

Como lidar com o pensamento exagerado?

A solução para este problema é simples: pensar menos, fazer mais.

Sinais de pensamento exagerado são mais frequentemente vistos naqueles momentos em que não se tem nada para fazer:

  • Quando se está absorto no trabalho ou a conviver com amigos, não se tem tempo para pensar. Quando está no trabalho, tente pensar no trabalho. Quando estás a conversar com amigos – socializar, tenta ouvi-los o mais cuidadosamente possível;
  • Ver um filme ou ler um livro é também uma óptima maneira de parar de pensar demais;
  • A meditação é uma forma ideal de começar a combater o pensamento exagerado. Depois de dominar a prática da meditação, pode aplicá-la em qualquer altura;
  • Encontre um passatempo. Tocar guitarra, piano, harmónica são distracções, e é disso que precisamos!

Para terminar, gostaríamos de citar Anthony Hopkins:

Estamos lentamente a matar-nos de pensar demasiado ou a tentar pensar em tudo. Não se pode confiar cegamente na mente humana. É uma armadilha mortal.

Não há nada de errado no esforço de pensar (a maioria das pessoas inteligentes e bem sucedidas tiveram sucesso por causa da sua inteligência). Mas não desperdice os seus recursos em coisas que não lhe dizem respeito. Concentre o seu cérebro nos problemas mais importantes, e deixe o resto à sua intuição.


No more posts
No more posts