Miopatia alcoólica: causas, sintomas e tratamento

A miopatia alcoólica é uma doença do tecido muscular resultante do consumo crônico de álcool. Os sintomas incluem enfraquecimento muscular, dor e crepitação ao se mover. Neste artigo, discutiremos as causas de desenvolvimento e tratamentos para esta doença.

A miopatia alcoólica é uma condição rara, mas séria, que ocorre quando os músculos do corpo começam a perder sua força e volume. Como resultado, uma pessoa desenvolve fraqueza e uma condição dolorosa que o torna incapaz de trabalhar.

Embora esse tipo de miopatia seja raro, isso pode acontecer com quem consome álcool em grandes quantidades. Para ajudar as pessoas que sofrem dessa condição, é importante entender os sintomas, causas e tratamentos para essa condição.

Neste artigo, examinaremos todos os aspectos da miopatia alcoólica, de qual é a condição e quais sintomas ela produz, para como ela pode ser tratada. Observaremos em detalhes as causas que podem causar essa condição e como impedir que ela se desenvolva. Se você quiser saber mais sobre esta doença e como ela pode ser evitada, esse material é para você.

Miopatia alcoólica: um problema médico para pessoas que abusam de álcool

A miopatia alcoólica é uma doença da deterioração do músculo esquelético que se desenvolve em pessoas que abusam de álcool. Ele se manifesta através de sintomas como fraqueza muscular, dor e diminuição do tônus muscular, dificultando a execução de tarefas simples de vida.

A miopatia alcoólica pode ser causada pela ingestão prolongada e/ou excessiva de álcool, o que leva a efeitos negativos nos tecidos do sistema muscular subjacente. Além disso, a condição pode ser causada pelo processo neuropático alcoólico, responsável por danificar as terminações nervosas responsáveis pela função muscular.

A miopatia alcoólica não possui tratamentos específicos. Em vez disso, os médicos geralmente recomendam limitar o consumo de álcool ou evitar completamente o álcool, se as recomendações do médico forem seguidas, a vítima poderá melhorar a condição de seus músculos esqueléticos. Nos casos em que a fraqueza e a dor musculares persistem, os médicos podem prescrever medicamentos anti-inflamatórios e fisioterapia.

  • A miopatia alcoólica é uma condição séria que pode prejudicar a qualidade de vida de uma pessoa.
  • Para gerenciar a miopatia alcoólica, é necessário limitar ou, na melhor das hipóteses, parar completamente de beber álcool.

Miopatia alcoólica: definição e sintomas

A miopatia alcoólica é uma doença muscular que ocorre como resultado do consumo excessivo de álcool. Geralmente se manifesta como fraqueza e dor nos músculos das extremidades inferiores e podem progredir para a perda da função muscular total.

Os sintomas de miopatia alcoólica podem variar de leve a grave. Nos estágios iniciais da doença, os pacientes podem reclamar de fadiga e peso nas extremidades inferiores. Eles podem experimentar fraqueza, dormência ou dor nos músculos e na região sacro-lombar. Em casos mais graves, os pacientes podem sofrer perda de coordenação e mobilidade, o que pode levar a quedas e outras lesões.

O diagnóstico de miopatia alcoólica é baseado em sintomas clínicos e achados do exame físico. Em alguns casos, uma biópsia ou eletromiografia de tecido muscular pode ser ordenado a examinar a condição em detalhes. O tratamento geralmente envolve interromper o consumo de álcool e prescrever medicamentos apropriados para aliviar os sintomas e evitar possíveis complicações.

Quanta água você bebe por dia?
Menos de 1, 5 litros
1, 5-2 litros
Mais de 2 litros

Tipos de miopatia alcoólica

Tipos de miopatia alcoólica

A miopatia alcoólica é uma condição que geralmente se desenvolve em pessoas que abusam de bebidas alcoólicas. Pode ser causado diretamente pelos efeitos do álcool no tecido muscular, bem como por deficiências em certas vitaminas e problemas hepáticos.

Existem vários tipos de miopatia alcoólica. Um é a miopatia alcoólica aguda, que geralmente ocorre depois de beber grandes quantidades de álcool uma vez. Os sintomas incluem fraqueza nos músculos e dor.

Há também miopatia alcoólica crônica, que pode se desenvolver após um longo período de consumo de álcool. Os sintomas incluem fraqueza muscular persistente e perda de massa muscular. Em alguns casos, complicações graves podem se desenvolver, como perda de movimento.

O tratamento para miopatia alcoólica pode incluir a interrupção do consumo de álcool, a tomada de complexos de vitaminas e minerais, bem como fisioterapia e treinamento muscular. Em alguns casos, podem ser necessários hospitalização e outros tipos de tratamento.

Miopatia alcoólica: causas

A miopatia alcoólica é uma mudança patológica na musculatura esquelética que se desenvolve como resultado do uso sistemático de álcool em grandes doses. Esta doença se manifesta não apenas em alcoólatras, mas também em pessoas intoxicadas por um longo tempo.

A principal causa da miopatia alcoólica é uma violação do metabolismo e do metabolismo nos músculos esqueléticos sob a influência do álcool. O álcool causa uma reação tóxica direta aos miócitos, o que leva a seus danos.

Além disso, o álcool causa suprimento sanguíneo prejudicado aos tecidos musculares, o que também pode levar ao desenvolvimento da miopatia alcoólica. Outra razão importante é a deficiência de vitaminas e micronutrientes, como vitamina B12 e magnésio, que afeta negativamente os músculos esqueléticos.

  1. O distúrbio metabólico no músculo esquelético é a principal causa de miopatia alcoólica.
  2. Reação tóxica aos miócitos – causa danos aos tecidos musculares.
  3. A interrupção do suprimento sanguíneo para os tecidos musculares – leva ao acesso limitado de oxigênio e nutrientes aos músculos.
  4. Deficiências de vitamina e micronutrientes – podem afetar negativamente a função muscular esquelética.

Fatores de risco para o desenvolvimento da miopatia alcoólica

A miopatia alcoólica é uma condição que geralmente está associada ao consumo excessivo de álcool. Existem vários fatores de risco que podem aumentar a probabilidade de desenvolver esta doença.

  • Quantidade de álcool consumida: A miopatia alcoólica pode ser causada pelo consumo excessivo de álcool por um longo período de tempo. De acordo com a pesquisa médica, consumir 60 a 80 gramas de álcool puro por dia (equivalente a 2-3 bebidas padrão) pode aumentar o risco de desenvolver essa doença.
  • Deficiências nutricionais: consumir grandes quantidades de álcool pode afetar a capacidade do corpo de absorver vitaminas e minerais. A vitamina B12 e o ácido fólico são particularmente importantes; Essas vitaminas são essenciais para manter um sistema nervoso e muscular saudável.
  • Gênero: as mulheres têm um risco maior de desenvolver miopatia alcoólica em comparação com os homens. Isso se deve ao fato de as mulheres terem menos massa muscular, bem como a um risco aumentado de vitamina B12 e deficiência de ácido fólico.
  • Idade: o risco de desenvolver miopatia alcoólica aumenta com a idade. Isso ocorre porque a capacidade do corpo de absorver nutrientes se deteriora com a idade e o volume geral muscular diminui.
  • Presença de outras condições médicas: Algumas condições médicas podem aumentar o risco de desenvolver miopatia alcoólica, como diabetes e distúrbios da tireóide.

Se você beber álcool, o consumo excessivo pode aumentar o risco de desenvolver miopatia alcoólica. Os sinais da condição podem incluir dor muscular e fraqueza. Se você detectar esses sintomas, é recomendável procurar atendimento médico imediato.

Diagnosticando miopatia alcoólica

O diagnóstico de miopatia alcoólica requer um exame abrangente do paciente, a saber:

  • Exame físico para detectar sintomas da doença;
  • Histórico de consumo de álcool e investigação de outros fatores que podem levar à doença;
  • Um hemograma geral e análise bioquímica para determinar os níveis de creatinina e quinase;
  • Miografia, eletromiografia e estimulação neuromuscular para determinar o status funcional dos músculos e do sistema neuromuscular;
  • Biópsia muscular para isolar alterações associadas à doença.

Testes especiais, como o teste de relaxamento muscular atrasado ou o teste de deficiência de creatina quinase, também são usados para determinar a miopatia alcoólica. No entanto, o diagnóstico é determinado com base em sinais clínicos e nos resultados dos testes descritos acima.

É importante observar que muitos dos sintomas da miopatia alcoólica podem ser associados a outras condições, portanto, o diagnóstico deve ser feito por profissionais experientes.

Conseqüências e complicações da miopatia alcoólica

A miopatia alcoólica pode levar a uma variedade de consequências e complicações. À medida que a doença avança e a fraqueza muscular piora, pode haver problemas com o movimento e a mobilidade geral.

Normalmente, se a miopatia alcoólica não for diagnosticada e tratada, suas consequências mais graves estão relacionadas ao funcionamento prejudicado do coração e do sistema respiratório. Isso pode levar a overdose de álcool, coma e até morte.

Outras complicações possíveis da miopatia alcoólica incluem deficiência de cálcio, miastenia gravis, doença hepática, insuficiência renal e problemas neurológicos, incluindo comprometimento visual, auditivo e sensorial.

É importante perceber que o risco de complicações da miopatia alcoólica pode ser reduzido por diagnóstico e tratamento oportunos. Além disso, evitar o álcool pode melhorar o prognóstico da doença e reduzir a possibilidade de complicações.

Tratamento de miopatia alcoólica

Tratamento de miopatia alcoólica

A miopatia alcoólica é uma doença perigosa que resulta em músculos enfraquecidos. Embora algumas pessoas não percebam sintomas, outras podem experimentar sentimentos de fraqueza, dor muscular, fadiga e até perda de massa muscular.

O tratamento para a miopatia alcoólica envolve o tratamento do próprio vício em álcool. É importante procurar tratamento para abordar a causa da condição. Um médico pode prescrever medicamentos, mudanças no estilo de vida e outros tratamentos.

Um elemento importante do tratamento é a nutrição adequada. Alguns pacientes podem ser deficientes em vitaminas e outros nutrientes, que podem piorar a saúde muscular. O médico pode recomendar uma dieta que inclua alimentos ricos em nutrientes, como frutas, legumes, carne branca, peixe e vegetais verdes.

A reabilitação física e o exercício regular podem ajudar a restaurar a massa e a força musculares. Seu médico pode recomendar fisioterapia para ajudar a fortalecer os músculos e melhorar o movimento. O exercício pode incluir exercícios de caminhada, corrida, aeróbica e sustentação de peso.

O tratamento para a miopatia alcoólica pode levar tempo e pode exigir monitoramento constante pelos médicos. É importante seguir todas as consultas médicas para garantir um tratamento eficaz e impedir que a condição seja recorrente.

Tratamentos não médicos para miopatia alcoólica incluem

1. Regime de dieta e exercício

1. Regime de dieta e exercício

Redução no consumo de álcool e nutrição adequada são método s-chave para tratar a miopatia alcoólica. Aumentar a quantidade de proteínas, vitaminas e minerais na dieta, além de reduzir gorduras e carboidratos, promove o reparo do tecido muscular. Recomend a-se o exercício para melhorar o tônus muscular e aumentar a massa muscular.

2. Fisioterapia

As técnicas de fisioterapia podem ajudar a melhorar a função muscular e aumentar a força muscular. Tratamentos de ultrassom, estimulação elétrica e exercícios de respiração sensorial também podem ser eficazes no tratamento da miopatia alcoólica.

3. Apoio à integração social

O apoio à integração social e a ajuda profissional podem ajudar o paciente a lidar com os problemas associados à miopatia alcoólica e a adotar um estilo de vida mais saudável. A psicoterapia e o aconselhamento também podem ajudar o paciente a entender e melhorar seus hábitos e levar um estilo de vida saudável.

Dicas para o tratamento da miopatia alcoólica

Reduzindo o consumo de álcool Reduzir o consumo de álcool é um tratamento essencial para a miopatia alcoólica. O tratamento pode ser necessário para ajud á-lo a superar a dependência de álcool.
Nutrição apropriada Aumentar a quantidade de proteínas, vitaminas e minerais na dieta e a redução de gorduras e carboidratos ajuda a reparo muscular.
Exercício O exercício ajuda a tonificar os músculos e aumentar a massa muscular.
Suporte social O apoio à integração social e a ajuda profissional ajudam o paciente a lidar com os problemas associados à miopatia alcoólica e a adotar um estilo de vida mais saudável.

Tratamentos de drogas para miopatia alcoólica

Geralmente, a miopatia alcoólica é tratada com medicamentos que visam melhorar a força muscular e reparar as fibras musculares danificadas. Um dos principais medicamentos usados para tratar essa condição é a vitamina E.

A vitamina E ajuda a eliminar a inflamação, aumentar a massa muscular e melhorar a circulação sanguínea. Também pode proteger os miócitos dos danos e restaurar seu desempenho. Outro dos medicamentos usados para miopatia alcoólica é o ácido alfa-lipóico.

O ácido alfa lipóico funciona como um antioxidante que pode proteger tecidos e células contra danos causados por radicais livres. Além disso, este medicamento é capaz de reparar células danificadas, aumentar a resistência celular e reduzir os níveis de estresse no corpo como um todo.

  • É importante lembrar que, ao tratar a miopatia alcoólica, é necessário tomar todos os medicamentos apenas conforme prescrito por um médico e seguir as recomendações para dosagem e duração do tratamento.
  • Além da medicação, de particular importância para o tratamento da miopatia alcoólica é a observância de um estilo de vida saudável, incluindo a recusa de álcool e tabagismo, exercício regular e nutrição adequada.

Fisioterapia no tratamento da miopatia alcoólica

A miopatia alcoólica pode levar à coordenação prejudicada dos movimentos e à diminuição da força muscular. A fisioterapia é uma das técnicas importantes para o tratamento desta doença, podendo melhorar as habilidades funcionais do paciente.

Os principais métodos de fisioterapia incluem:

  • Exercícios musculares: este método consiste na realização de exercícios especiais para fortalecer os músculos e melhorar suas funções motoras.
  • Massagem: a massagem melhora a circulação sanguínea e relaxa os músculos, o que ajuda a resolver dores e reduzir espasmos.
  • Eletromioestimulação: este método consiste na utilização de eletrodos para estimular os músculos, o que melhora seu tônus e funcionalidade.
  • Terapia de calor: é a aplicação de calor para melhorar a circulação sanguínea e aumentar a eficácia do tratamento.

A fisioterapia é um tratamento eficaz para a miopatia alcoólica, que pode melhorar a qualidade de vida do paciente e reduzir o risco de complicações futuras.

Cuidando de um paciente com miopatia alcoólica

Pacientes que sofrem de miopatia alcoólica necessitam de cuidados e monitoramento constantes. O principal objetivo dessas atividades é manter o estado do corpo e prevenir possíveis complicações.

Ao cuidar do paciente, é necessário estar atento à atividade física, pois uma carga muscular elevada pode piorar o quadro do paciente. Também é necessário monitorar a dieta alimentar e fornecer-lhe um equilíbrio de vitaminas e minerais essenciais.

Também é importante fornecer apoio psicológico ao paciente. Deve-se levar em consideração que pessoas que sofrem de miopatia alcoólica podem sentir intensa vergonha e tentar esconder sua condição. Portanto, é preciso mostrar compreensão e paciência, não criticar o paciente e criar um clima de confiança.

  • Recomendações para cuidados
  • Limitar a atividade física
  • Monitore a ingestão alimentar
  • Fornecer ao paciente apoio psicológico

Se houver sintomas de complicações, deve-se procurar atendimento médico. Os médicos podem prescrever um tratamento individualizado que contribuirá para melhorar o estado do paciente.

Reabilitação após tratamento de miopatia alcoólica

Após o paciente ter recebido tratamento para miopatia alcoólica, é necessário iniciar o processo de reabilitação para restaurar a função muscular.

Como parte da reabilitação, os pacientes são incentivados a praticar atividades físicas, como exercícios musculares, natação e caminhadas. É importante lembrar que os exercícios devem ser aumentados gradativamente para evitar lesões musculares.

Além disso, os pacientes devem seguir um estilo de vida saudável, incluindo nutrição adequada, evitar tabagismo e consumo de álcool. Também é recomendável realizar exames preventivos para evitar as consequências da doença.

Dev e-se levar em consideração que a recuperação da função muscular pode levar muito tempo e os pacientes precisam ser pacientes e seguir as recomendações do médico.

  • Exercícios musculares regulares
  • Estilo de vida saudável e nutrição adequada
  • Exames preventivos para evitar a recorrência da doença

No geral, a reabilitação após o tratamento da miopatia alcoólica é muito importante e necessária para recuperar uma vida completa sem problemas de saúde.

Como evitar a miopatia alcoólica

A miopatia alcoólica pode ser evitada seguindo algumas regras simples:

  • Pare de beber álcool – esta é a maneira mais eficaz de evitar miopatia alcoólica. Se você não planeja parar de beber, reduza a quantidade de álcool que consome.
  • Monitore os níveis de vitamina D do seu corpo – essa vitamina desempenha um papel importante na manutenção do tecido muscular saudável. Verifique com o seu médico para ver se você precisa tomar suplementos de vitamina D.
  • Manter um estilo de vida ativo – o exercício regular pode ajudar a fortalecer seus músculos e impedir o desenvolvimento da miopatia alcoólica. Converse com o seu médico sobre quais exercícios são melhores para você.
  • Monitore sua saúde geral – um sistema imunológico enfraquecido, diabetes e outras condições de saúde podem aumentar o risco de desenvolver miopatia alcoólica. Mantenha a boa saúde e consulte seu médico regularmente.

Essas etapas simples podem ajud á-lo a evitar o desenvolvimento da miopatia alcoólica e a manter um tecido muscular saudável.

Compatibilidade da miopatia alcoólica com álcool

A miopatia alcoólica é uma deterioração da função muscular esquelética e leva à perda de força e coordenação do movimento. Está associado ao consumo de grandes quantidades de álcool por um longo período de tempo.

Combinar álcool com miopatia alcoólica pode levar a problemas ainda mais sérios. Isso ocorre porque o álcool diminui o metabolismo e reduz os níveis de vitaminas necessários para a saúde muscular. Isso pode piorar os sintomas da miopatia alcoólica e fazer com que ela se desenvolva rapidamente.

Se você sofre de miopatia alcoólica, todos os tipos de álcool podem ser prejudiciais a você. Portanto, recomend a-se que você evite completamente o álcool para impedir que sua condição se desenvolva mais e piorando.

Dicas para reduzir o risco

1. Evite o consumo de álcool ao longo de sua vida.
2. Comer uma dieta saudável rica em vitaminas e minerais.
3. Mantenha sua atividade física para fortalecer seus músculos.
4. Discuta o tratamento com seu médico para um melhor controle da condição.

Miopatia alcoólica: sintomas, causas, tratamento

Características do tratamento em mulheres grávidas e lactantes

O tratamento da miopatia alcoólica em mulheres grávidas e lactantes tem suas próprias peculiaridades. Devido ao fato de o álcool ser uma toxina que é prejudicial ao desenvolvimento do feto e à saúde do bebê, é necessário recorrer a métodos não tóxicos de terapia.

Primeiro de tudo, é importante eliminar a causa da miopatia – consumo de álcool. As mulheres grávidas devem observar uma recusa absoluta completa do álcool e as mulheres lactantes – para limitar seu uso.

Como tratamento adicional, é recomendável realizar fisioterapia, relaxamento e massagem muscular, prescrição de um complexo de vitaminas e minerais que ajudarão a restaurar a função muscular mais rapidamente.

Se a causa da miopatia for uma deficiência de vitaminas B, é especialmente importante prescrever um medicamento apropriado que restaurará o nível normal de vitaminas no corpo.

Vale a pena notar que o auto-tratamento da miopatia alcoólica não levará a um resultado positivo. É necessário consultar um médico-neurologista, que conduzirá uma análise abrangente da condição e prescreverá um programa de tratamento individual, dependendo do palco e doenças concomitantes.

Sinais de recuperação e prognóstico

Sinais de recuperação

Com terapia adequada e recusa completa do consumo de álcool, o paciente pode iniciar o processo de recuperação. O principal sinal de melhoria da condição é uma diminuição nas sensações de dor e uma diminuição na fraqueza muscular.

Também pode ser observado:

  • Aumento do apetite e normalização do peso
  • Melhoria da função renal e fígado
  • Restauração de níveis normais de creatinina no sangue
  • Aumento do tom corporal e energia geral

A recuperação total pode levar vários meses a um ano.

Prognóstico

O prognóstico depende do estágio da doença e da pontualidade do tratamento. Se a doença foi detectada em um estágio inicial, o prognóstico é mais favorável.

Se o processo foi lançado e a maioria dos músculos já foi danificada, a recuperação pode ser difícil e às vezes até impossível. Nesse caso, a única coisa que resta é reduzir as sensações de dor e melhorar a qualidade de vida.

Ainda assim, vale a pena notar que manter a sobriedade completa e o tratamento adequado pode melhorar significativamente a condição do paciente e dar a ele uma chance de uma vida completa.

Mantendo a saúde após a recuperação da miopatia alcoólica

Depois de sofrer tratamento para miopatia alcoólica, é importante manter um estilo de vida saudável e verificar regularmente a saúde dos seus músculos. Para fazer isso, você deve assistir sua dieta e exercícios. Além disso, você deve evitar álcool e outras substâncias que possam prejudicar o corpo.

Recomend a-se comer alimentos ricos em proteínas, aminoácidos e vitaminas B. O corpo precisa dessas substâncias para restaurar o tecido muscular após a doença. Ao mesmo tempo, é necessário controlar o número de calorias consumidas para evitar o excesso de peso, o que pode agravar a condição dos músculos e colocar tensão adicional no sistema de suporte do corpo.

É necessário se envolver em exercícios físicos e seguir o regime diário, incluindo descanso e sono suficientes. É importante perceber que o exercício deve ser moderado e equilibrado e deve ser supervisionado por um especialista.

É obrigatório passar por check-ups regulares com médicos que tratam e evitam doenças do sistema musculoesquelético. Isso tornará possível identificar possíveis problemas em tempo hábil e realizar o tratamento necessário.

Finalmente, é necessário desistir de álcool e outras substâncias nocivas que possam afetar a saúde do corpo e causar uma recaída da doença. Um estilo de vida saudável é a chave para a reabilitação be m-sucedida, bem como uma vida longa e de qualidade.

Q & amp; A:

O que é miopatia alcoólica?

A miopatia alcoólica é uma doença dos músculos esqueléticos causados pelo consumo de álcool a longo prazo. Envolve uma diminuição no número de miofibrilas e alterações nos processos metabólicos nos músculos, resultando em fraqueza, dor e até paralisia.

Quais são os sintomas da miopatia alcoólica?

Os sintomas da miopatia alcoólica podem incluir fraqueza muscular, dor muscular, coordenação de movimento prejudicada, sensação de dormência e até paralisia. Freqüentemente, essa condição é precedida pelo consumo pesado de álcool, especialmente quando combinado com deficiências nutricionais.

Como a miopatia alcoólica é diagnosticada?

Um médico pode diagnosticar a miopatia alcoólica com base em manifestações clínicas, resultados dos exames de sangue, medições de atividade da enzima muscular e eletromiografia. É importante observar que, para diagnosticar essa condição, todos os sintomas e histórico da doença devem ser dados ao médico.

Quais são as causas da miopatia alcoólica?

A principal causa da miopatia alcoólica é o consumo de álcool a longo prazo, especialmente quando combinado com deficiências nutricionais. Isso leva a mudanças nos processos metabólicos nos músculos, o que, por sua vez, leva ao comprometimento de suas funções. Também para o desenvolvimento da miopatia alcoólica pode levar a distúrbios na glândula tireoidiana e à deficiência de vitaminas e outros nutrientes importantes.

É possível evitar o desenvolvimento da miopatia alcoólica?

Sim pode. Para fazer isso, é necessário limitar o consumo de álcool, comer adequadamente, tomar complexos de vitaminas e minerais. Também é necessário passar por exames médicos regulares e consultar um médico nos primeiros sintomas.

Quais são os métodos de tratamento da miopatia alcoólica?

O tratamento para miopatia alcoólica inclui interromper o consumo de álcool, muitas vitaminas e minerais, fisioterapia e exercícios regulares. Em alguns casos, podem ser necessários medicamentos para melhorar a força e a dor musculares. Todo o tratamento deve ser feito sob a supervisão de um médico.

O que acontece se a miopatia alcoólica não for tratada?

Se a miopatia alcoólica não for tratada, ela pode progredir e levar à disfunção muscular esquelética, doença cardiovascular e até paralisia. Para evitar essas consequências, é importante consultar um médico imediatamente e iniciar o tratamento.

A miopatia alcoólica pode voltar após o tratamento?

Sim, é possível. Após o tratamento para a miopatia alcoólica, é recomendável limitar o consumo de álcool, comer direito, coar menos os músculos e monitorar sua saúde. Isso ajudará a impedir que essa doença se recorrente.