Dieta para síndrome de acetonêmica em crianças: a dieta certa para normalizar o nível de acetona no sangue e na urina

Aprenda sobre a dieta que ajudará a eliminar a causa da acetona no sangue e na urina em seu filho. Dicas e conselhos nutricionais para recuperação rápida e prevenção de ataques recorrentes.

A síndrome de acetonêmica é uma ocorrência comum em crianças menores de 12 anos, manifestand o-se como níveis elevados de acetona no sangue. Essa condição pode ocorrer devido a vários fatores, como infecções, estresse, comer demais, dieta ruim e outras razões. Tudo isso leva ao aumento dos níveis de acetona no sangue, o que pode causar vários sintomas, como náusea, vômito e dor de cabeça na criança.

A dieta é parte integrante do tratamento da síndrome de acetonêmica. Deve ser formulado por um médico e projetado para ser repetido pela criança no hospital ou em casa. Uma dieta adequadamente formulada reduzirá o nível de acetona no sangue e melhorará a condição da criança.

É importante lembrar que, com a acetonemia, a criança deve limitar o consumo de alimentos doces e gordurosos, bem como alimentos que podem agravar os sintomas da doença. Pelo contrário, é necessário aumentar a ingestão de líquidos, especialmente a água morna, além de aumentar a quantidade de alimentos de proteínas e carboidratos.

Contents
  1. Dieta para acetona em uma criança
  2. Síndrome de acetonêmica
  3. O que é a síndrome acetonêmica?
  4. Causas para o desenvolvimento da síndrome acetonêmica
  5. Diagnóstico e tratamento da síndrome acetonêmica
  6. Conclusões
  7. Causas de acetonemia
  8. Sintomas da síndrome acetonêmica
  9. Sintomas não específicos
  10. Sintomas de crise acetonêmica
  11. Diagnóstico de acetonemia em uma criança
  12. Sintomas de acetonemia
  13. Diagnóstico de acetonemia
  14. Princípios básicos de dieta em acetona em uma criança
  15. Quais alimentos podem ser consumidos quando uma criança tem acetona?
  16. O que não é recomendado para comer com acetona em uma criança
  17. Regime alimentar para acetonemia
  18. Como preparar adequadamente a comida de uma criança com síndrome acetonêmica
  19. Exemplo de dieta por uma semana para acetona em uma criança
  20. Segunda-feira
  21. Terça-feira
  22. Quarta-feira
  23. Quinta-feira
  24. Sexta-feira
  25. Sábado
  26. Domingo
  27. Vitaminas e suplementos para acetonemia em crianças
  28. Dicas para os pais: como lidar com a síndrome de acetonêmica em uma criança
  29. Substâncias na comida e seus efeitos na acetonemia
  30. Algumas recomendações para aliviar a crise da acetona
  31. Quando é necessário procurar ajuda médica
  32. Quando você precisa ver um médico para acetona em uma criança
  33. Segredos para se manter saudável com a síndrome acetonêmica
  34. Nutrição apropriada
  35. Encaminhamento oportuno a um médico
  36. Observância do regime do dia
  37. Apoio psicológico
  38. Características da nutrição em recidivas de acetonemia em uma criança
  39. Q & amp; A:
  40. Quais alimentos não são recomendados para acetona?
  41. O que pode ser consumido com acetona como carboidratos?
  42. O que é acetona na urina?
  43. Como reconhecer odor de acetona em acetona em uma criança?
  44. Posso beber leite para acetona?
  45. O que fazer se uma criança se recusar a comer durante uma crise de acetona?
  46. É possível comer carne com acetona?
  47. Que tipo de dieta é recomendada para acetona a longo prazo?

Dieta para acetona em uma criança

Dieta para acetona em uma criança

A acetonemia é uma condição causada por um nível aumentado de acetona no sangue. Geralmente se manifesta em crianças pequenas e está associado a distúrbios metabólicos. Com a acetonemia, é necessário seguir uma dieta especial, que contribuirá para a rápida recuperação do corpo.

Os principais princípios da dieta para acetonemia são a recusa de alimentos gordurosos, fritos, picantes, defumados e salgados. Você também não deve consumir doces, produtos de farinha, bebidas carbonatadas e álcool. O menu deve levar em consideração proteínas, carboidratos, vitaminas e minerais, o que garantirá o funcionamento normal do corpo.

Para crianças com acetonemia, é recomendável consumir:

  • Frutas e bagas – bananas, maçãs, peras, damascos, pêssegos, uvas, cranberries, mirtilos, framboesas. Eles são ricos em açúcar natural, vitaminas e minerais que aliviam o envenenamento por acetona.
  • Vegetais – batatas, cenouras, beterraba, abobrinha, abóbora, pepino, tomate, rampson. Eles contêm fibra, que remove automaticamente as toxinas do corpo.
  • Produtos lácteos – queijo, queijo cottage, iogurte, kefir. Eles fornecem proteínas, cálcio e probióticos, que têm um efeito positivo na digestão e fortalecem o sistema imunológico.
  • Frango, peixe, peru – Eles contêm proteína facilmente digerível que não sobrecarrega o estômago.
  • Minante e arroz – eles contêm carboidratos que fornecem energia ao corpo.

Para crianças com acetonemia, não deve ser consumido:

  • Alimentos gordurosos e fritos – Estes podem sobrecarregar o fígado e afiar os sintomas da acetonemia.
  • Produtos de farinha – Muffins, biscoitos, pães e similares contêm muito açúcar e aditivos sintéticos que causam o açúcar no sangue.
  • Refrigerantes e álcool – isso causa desidratação do corpo e piora o metabolismo.
  • Carnes e picles defumados – eles sobrecarregam o sistema digestivo e causam envenenamento do corpo com aditivos de sabor.

Portanto, a dieta para acetonemia em uma criança fornece a restrição de alimentos gordurosos, fritos, picantes, salgados e doces. O menu deve levar em consideração proteínas, carboidratos, vitaminas e minerais que garantirão o funcionamento normal do corpo. Recomend a-se consumir frutas, legumes, produtos lácteos, frango, peixe, peru, mingau e arroz. Após esta recomendação, você pode evitar uma exacerbação da acetonemia e reduzir os riscos de complicações.

Síndrome de acetonêmica

Você se exercita na academia/casa?
55, 56%
44, 44%

O que é a síndrome acetonêmica?

A síndrome de acetonêmica é uma condição na qual o nível de acetona no sangue aumenta, causando vários sintomas desagradáveis em uma criança. Geralmente ocorre em crianças entre 1 e 12 anos, mas também podem ocorrer em adolescentes. A síndrome pode causar vômito, náusea, fraqueza, desorientação, odor de respiração de acetona e aumento da frequência respiratória e freqüência cardíaca.

Causas para o desenvolvimento da síndrome acetonêmica

Existem várias causas para o desenvolvimento da síndrome acetonêmica em crianças. Pode ser devido a uma dieta desequilibrada, doenças infecciosas, exercícios ou estresse. Além disso, a síndrome pode ocorrer devido a predisposições genéticas.

Diagnóstico e tratamento da síndrome acetonêmica

A síndrome de acetonêmica é diagnosticada com um exame de sangue para os níveis de acetona, o que determinará o quão séria é a condição da criança. O tratamento da síndrome pode consistir em observação e simples alterações alimentares, mas também podem ser necessários terapia intensiva e hospitalização. A dieta para acetona em uma criança é uma parte importante do tratamento, e a nutrição adequada pode melhorar significativamente a condição do paciente.

Conclusões

A síndrome acetonêmica é uma condição séria que requer atenção médica. A prevenção desse problema consiste em uma dieta equilibrada e regular, monitoramento da saúde e encaminhamento oportuno a um médico nos primeiros sinais de risco.

Causas de acetonemia

A acetonemia é um problema que pode ocorrer em crianças de diferentes idades. Embora as causas exatas de sua ocorrência sejam desconhecidas, mas, em regra, sua aparência está associada a distúrbios metabólicos que podem ocorrer devido a várias razões.

Uma das principais causas é a dieta imprópria. Comer com excesso de doces e outros alimentos irregulares podem levar a distúrbios metabólicos e, como resultado, acetonemia.

A acetonemia também pode ocorrer devido a estresse, excesso de trabalho, doenças infecciosas e esforço físico. Algumas crianças estão mais predispostas a esse problema devido a razões genéticas.

Portanto, é importante monitorar a saúde de seu filho, preste atenção à dieta e descanso e procurar atendimento médico nos primeiros sintomas de acetonemia.

Sintomas da síndrome acetonêmica

Sintomas da síndrome acetonêmica

Sintomas não específicos

A síndrome acetonêmica pode apresentar sintomas inespecíficos que podem ser peculiares a outras condições:

  • fraqueza;
  • Fadiga rápida;
  • perda de apetite;
  • náusea;
  • dor abdominal;
  • opacidade;
  • distúrbios nos sistemas cardiovascular, intestinal e respiratório;
  • distúrbios no sistema nervoso.

Sintomas de crise acetonêmica

No caso do desenvolvimento da crise acetonêmica, os sintomas podem ser os seguintes:

  • náusea e vômito, às vezes com uma mistura de bile;
  • dor abdominal intensa;
  • temperatura corporal elevada;
  • odor forte de acetona da boca;
  • dessecação de pele;
  • tontura e fraqueza severa;
  • distúrbios nos sistemas cardiovascular, intestinal e respiratório;
  • distúrbios no sistema nervoso.

É importante lembrar que, se aparecerem sintomas incomuns, é necessário entrar em contato com um médico para obter ajuda qualificada!

Diagnóstico de acetonemia em uma criança

Sintomas de acetonemia

A crise acetonêmica pode ocorrer em crianças entre 1 e 12 anos. Os sintomas incluem:

Se seu filho tiver esses sintomas, dev e-se procurar atenção médica imediata.

Diagnóstico de acetonemia

Um médico pode usar vários métodos para diagnosticar acetonemia:

  1. Urinalyise geral: Na acetonemia, um número aumentado de corpos de cetona é encontrado na urina.
  2. Teste de açúcar no sangue: Na acetonemia, os níveis de açúcar no sangue podem ser inferiores ao normal.
  3. Exame de sangue para corpos de cetona: um nível elevado de corpos de cetona no sangue indica a presença de acetonemia.

Além disso, o médico pode prescrever um raio-x ou ultrassom para descartar outras doenças.

Princípios básicos de dieta em acetona em uma criança

A dieta é a principal ferramenta no tratamento da síndrome acetonêmica em crianças. Esta dieta ajuda a eliminar as causas da acetona na urina da criança, regulando a dieta.

O principal princípio da dieta para acetona em uma criança é reduzir a ingestão de carboidratos, incluindo alimentos doces e de farinha. Em vez disso, a ingestão de proteínas e gorduras deve ser aumentada.

Você também deve limitar o consumo de frutas e suco. É recomendável substitu í-los por legumes frescos ou cozidos, como repolho, brócolis, aipo e cenoura.

Também é importante evitar comer demais e observar seu regime alimentar. Recomenda-se que faça várias refeições leves ao longo do dia e evite comer 2-3 horas antes de dormir.

  • Você pode comer:
    • Alimentos de proteínas
    • Gorduras de origem vegetal
    • Vegetais cozidos e verduras
    • Mingau na água
    • Compostos e infusões de frutas secas
    • Produtos lácteos: kefir, iogurte,
    • Alimentos doces e de farinha
    • Alimentos de carne gordurosa
    • Frutas e sucos
    • Batatas fritas e outros lanches de fábrica
    • Bebidas carbonatadas e sucos açucarados

    Se desejar, você pode preparar um menu por vários dias e monitorar a qualidade e a quantidade de comida que seu filho come ao longo do dia. Também é importante garantir que a criança tenha fluidos suficientes, especialmente em clima quente ou quando ativo.

    Quais alimentos podem ser consumidos quando uma criança tem acetona?

    Quais alimentos podem ser consumidos com acetona em uma criança?

    Para eliminar a acetona do corpo da criança, você precisa seguir uma dieta que exclua certos alimentos. No entanto, a dieta não deve ser rigorosa, deve permitir alimentos que fornecerão ao corpo em crescimento os nutrientes necessários.

    Abaixo está a lista dos alimentos que podem ser dados em caso de acetona:

    • Fluido. Primeiro de tudo, você deve dar fluidos infantis – chá, decocção de limão, água sem gás, beijos, sucos. É importante não permitir a desidratação do corpo.
    • Produtos de leite azedo. Kefir, iogurte, queijo cottage – bastante fácil e útil para os produtos infantis que podem ser dados, mas limitam a peça não é necessária.
    • Arroz. De cereais, apenas o arroz pode ser dado, adicionando leite ou manteiga a ele.
    • Alimentos que suprimem o estômago. Caldo de frango fraco, ervilhas verdes, cenouras, batatas – todos esses alimentos entram no estômago e facilitam a digestão.

    Além disso, as crianças podem receber doces, se não conterem gordura e normalmente podem ser digeridas pelo corpo – isso é maçã, farinha de rosca, alguns tipos de cookies. A coisa principal – não exagere e não dê imediatamente tudo comestível seguida. Fique de olho na criança e em sua saúde, é importante dar ao corpo todos os elementos necessários na combinação e interação certas.

    O que não é recomendado para comer com acetona em uma criança

    Durante a crise acetonêmica, você precisa ter cuidado com a escolha dos alimentos. Alguns alimentos podem agravar a situação, causando um novo ataque. Além disso, a capacidade do corpo da criança de digerir alimentos pode ser prejudicada, levando a consequências desagradáveis.

    • Carnes gordas – por exemplo, carne de porco, carne bovina, cordeiro. Estes podem ser difíceis de digerir e piorar os sintomas de uma crise acetonêmica já existente.
    • Fast food e alimentos gordurosos – hambúrgueres, batatas fritas, batatas fritas, batatas fritas. Esse tipo de alimento é rico em alimentos ricos em carboidratos simples e gordura saturada, o que pode levar a níveis elevados de corpos de cetona no sangue do seu filho.
    • Doces – doces, chocolate, bolos. Os doces contêm altos níveis de açúcar, que podem desencadear uma crise acetonêmica ou piorar um ataque já existente.

    Alguns alimentos podem substituir outros que são mais aceitáveis e não causam ataques de acetonemia. Consulte um especialista sobre o que você deve e pode comer neste caso.

    Regime alimentar para acetonemia

    Regime alimentar para acetonemia

    A dieta é um dos principais métodos de tratamento da acetonemia em crianças. É necessário seguir o regime alimentar para se livrar do aumento do nível de acetona no sangue. Uma criança com acetonemia deve receber uma dieta nutritiva rica em proteínas, gorduras e carboidratos.

    • Carboidratos: vegetais, frutas, frutas, mingau (exceto semolina), pães, biscoitos sem açúcar.
    • Proteína: carne, peixe, ovos, queijo cottage, kefir, iogurte.
    • Gorduras: óleo vegetal e animal, creme, maionese, nozes.

    Ao mesmo tempo, o consumo excessivo de açúcar, produtos de farinha, bebidas doces, fast food, alimentos enlatados e salsichas deve ser evitado.

    A nutrição regular contribui para a normalização de processos metabólicos no corpo da criança, além de reduzir o nível de acetona no sangue. Os produtos devem ser frescos e de alta qualidade, e devem ser cozidos no vapor, no forno ou fervidos. É importante evitar comer demais e controlar o volume de porções.

    Não se esqueça de que uma dieta adequada não apenas ajuda seu filho a lidar com a acetonemia, mas também contribui para sua saúde geral.

    Como preparar adequadamente a comida de uma criança com síndrome acetonêmica

    A preparação adequada de alimentos para uma criança com síndrome acetonêmica desempenha um papel importante no tratamento e prevenção da recorrência de crises. É importante ter em mente que crianças com essa síndrome são propensas a distúrbios metabólicos, por isso os alimentos devem ser de fácil digestão.

    Na hora de escolher os alimentos, deve-se preferir alimentos magros e excluir alimentos gordurosos, fritos, defumados e enlatados. A criança pode receber pequenas porções de vegetais cozidos, mingaus com água, queijo cottage com baixo teor de gordura ou produtos fermentados. Arroz, maçã, banana, trigo sarraceno, couve-flor, cenoura e abóbora são alimentos úteis para uma criança com síndrome acetonêmica.

    Para cozinhar, é melhor usar métodos de fervura, estufagem, cozimento ou cozimento no vapor. Também é importante monitorar a dieta alimentar e dar comida à criança em pequenas porções, 5 a 6 vezes ao dia. Varie as refeições do seu filho para evitar o estresse e distraí-lo de pensar na doença.

    • Use alimentos com baixo teor de gordura;
    • Escolha alimentos de fácil digestão;
    • Elimine alimentos gordurosos, fritos, defumados e enlatados;
    • Preparar pratos cozinhando no vapor, fervendo, estufando ou assando;
    • Observe sua dieta alimentar e dê comida em pequenas porções 5 a 6 vezes ao dia;
    • Variedade nas refeições do seu filho para evitar estresse;

    Seguindo essas dicas, você evitará ataques recorrentes de síndrome acetonêmica e garantirá que seu filho esteja comendo os alimentos certos.

    Exemplo de dieta por uma semana para acetona em uma criança

    Segunda-feira

    • Manhã: Aveia com leite e frutas.
    • Lanche: Maçã e cenoura.
    • Almoço: Sopa com caldo de galinha, carne com legumes (não frita), mingau na água.
    • Lanche: Nozes e pêssego.
    • Jantar: Peixe cozido no vapor, legumes, salada de frutas.

    Terça-feira

    Terça-feira

    • Manhã: Ovos mexidos com leite, salada de legumes.
    • Lanche: Kefir e pão de cereais.
    • Almoço: Carne com legumes, mingau de trigo, compota de frutas vermelhas.
    • Lanche: Maçã e kefir.
    • Jantar: Filé de frango grelhado, legumes cozidos, salada de frutas.

    Quarta-feira

    • Manhã: Queijo cottage desnatado com frutas frescas.
    • Lanche: Banana e amêndoas.
    • Almoço: Sopa com caldo de legumes, carne cozida com legumes, mingaus na água.
    • Lanche: Suco de frutas e frutas frescas.
    • Jantar: Peixe cozido no vapor, legumes grelhados.

    Quinta-feira

    • Manhã: Caçarola de requeijão com frutas frescas.
    • Lanche: Pêra e nozes.
    • Almoço: Ensopado de carne, legumes cozidos no vapor, arroz na água.
    • Lanche: Pão de cereais, kefir.
    • Jantar: Omelete de espinafre, legumes grelhados, frutas.

    Sexta-feira

    • Manhã: Mingau de trigo sarraceno na água com frutas frescas.
    • Lanche: Maçã e amêndoas.
    • Almoço: sopa com caldo de galinha, carne cozida no vapor, legumes, cuscuz com água.
    • Snack: banana e iogurte.
    • Jantar: peixe grelhado, legumes, salada de frutas.

    Sábado

    • Manhã: aveia com leite, frutas frescas.
    • Snack: iogurte e amêndoas.
    • Almoço: frango cozido, legumes cozidos no vapor, trigo sarraceno na água.
    • Snack: coquetel de bagas.
    • Jantar: carne grelhada, legumes cozidos no vapor, salada de frutas frescas.

    Domingo

    • Manhã: ovos mexidos com legumes, frutas frescas.
    • Snack: pão de cereais e kefir.
    • Almoço: sopa de legumes, frango cozido no vapor, mingau na água.
    • Snack: banana e iogurte.
    • Jantar: peixe cozido no vapor, legumes grelhados, salada de frutas.

    IMPORTANTE: As refeições devem ser completas e equilibradas para que a criança obtenha todos os nutrientes necessários. Ao escolher alimentos, você deve evitar alimentos gordurosos, fritos, doces e enlatados, o que pode contribuir para o aumento da liberação de acetona no corpo da criança.

    Vitaminas e suplementos para acetonemia em crianças

    A acetona em crianças pode ocorrer devido a muitas causas, e seu tratamento deve ser abrangente. Vitaminas e suplementos podem ajudar a eliminar esse sintoma desagradável.

    Uma das principais causas da acetonemia em crianças é a deficiência de vitamina D. Essa vitamina é essencial para a absorção de cálcio e a manutenção da saúde óssea. Além disso, a vitamina D pode ajudar a reduzir a quantidade de acetona no sangue de uma criança.

    Outra vitamina importante para acetonemia é a vitamina C. ajuda a diminuir os níveis de acetona no sangue e reduzir a inflamação causada pelo sangue contaminado. A vitamina C também fortalece o sistema imunológico e ajuda a combater infecções e inflamação.

    • Para aumentar os níveis de vitamina D no corpo, você pode dar ao seu filho peixe ou preparativos especiais contendo essa vitamina.
    • A vitamina C pode ser obtida de frutas e vegetais frescos, como laranjas, tangerinas, toranja, kiwi, morangos, framboesas, cenouras, pimentas e grossas pretas.

    Se seu filho frequentemente experimentar acetonemia, você deve consultar um médico que possa encontrar o regime de tratamento mais eficaz, incluindo vitaminas e suplementos.

    Dicas para os pais: como lidar com a síndrome de acetonêmica em uma criança

    Substâncias na comida e seus efeitos na acetonemia

    Os pais devem estar cientes de que alguns constituintes alimentares contribuem para a acetonemia. Por exemplo, açúcares, amidos rapidamente digeríveis e alimentos gordurosos. Portanto, é necessário controlar a carga de açúcar e carboidratos, bem como a quantidade de gordura na dieta da criança. Alimentos proteicos, frutas e vegetais com baixo teor de açúcar devem ser favorecidos.

    Também é necessário observar a dieta da criança. Refeições frequentes e escassas podem levar à fome, e isso aumenta o risco de desenvolver acetonemia.

    Algumas recomendações para aliviar a crise da acetona

    • Solução de água mineral alcalina ou cálcio pode ser usada para aliviar os sintomas da crise de acetona.
    • Se a temperatura da criança estiver elevada, você poderá abaix á-la com bebidas quentes, como chá com framboesas ou leite com mel.
    • Certifiqu e-se de aumentar a ingestão de líquidos, para evitar a desidratação do corpo.
    • Para melhorar o metabolismo, você pode aplicar exercícios de respiração, massagem e ginástica.
    • Em caso de dor abdominal grave, dê à criança um pouco de carvão ativado.

    Quando é necessário procurar ajuda médica

    Se a criança sofre de acetonemia, é necessário prestar atenção aos seguintes sintomas:

    • Temperatura corporal elevada que não pode ser reduzida.
    • Fezes que têm uma cor esverdeada ou acinzentada.
    • Aumento da diurese diária.
    • Aparência da “respiração da uva” da criança.

    Se pelo menos um desses sintomas estiver presente, você precisará chamar imediatamente uma ambulância.

    Quando você precisa ver um médico para acetona em uma criança

    A acetona ao fazer dieta em uma criança é um sintoma grave que pode indicar a presença de uma doença ou um distúrbio metabólico agudo. Se a criança frequentemente reclama de sensações dolorosas no abdômen, vômito, náusea, se recusa a comer e ele cheira a acetona, definitivamente vale a pena ver um médico.

    Você também deve entrar em contato com um pediatra ou um subespecialista se a criança tiver febre e parecer fraca e tonta. Durante a visita ao médico, é necessário contar sobre todos os sintomas que a criança observou, bem como como está indo a dieta e o que ela come.

    Se após o exame inicial, o médico suspeitará do desenvolvimento de uma doença grave, ele poderá recomendar exames adicionais. Nesses casos, não atrase uma visita a um especialista, porque quanto mais cedo o diagnóstico for estabelecido, mais fácil será iniciar o tratamento e evitar complicações.

    Lembr e-se de que a saúde da criança é a principal prioridade para todos os pais. Se você estiver preocupado com algum sintoma, não hesite em procurar ajuda de profissionais que fornecerão assistência médica qualificada.

    Segredos para se manter saudável com a síndrome acetonêmica

    Nutrição apropriada

    Um dos principais segredos da preservação da saúde na síndrome acetonêmica é a nutrição adequada. É necessário excluir dos produtos dietéticos da criança que podem causar um aumento nos sintomas. Pode ser doces, alimentos gordurosos e fritos, carboidratos rapidamente digeríveis. Em vez disso, a criança deve receber alimentos facilmente digeríveis – mingau, peixe cozido, carne, legumes e frutas. Também é útil aumentar a quantidade de água que a criança bebe para evitar a desidratação.

    Encaminhamento oportuno a um médico

    Apelo oportuno para o médico

    Nos primeiros sinais de síndrome acetonêmica da criança, deve entrar em contato imediatamente com um médico, pois esta doença pode levar a complicações graves. O apelo antecipado a um especialista permitirá que você inicie de maneira rápida e eficaz e evite possíveis complicações.

    Observância do regime do dia

    A observância do regime do dia é outro segredo importante para preservar a saúde da síndrome acetonêmica em uma criança. A criança deve receber atividade física suficiente, mas não exausta, também é importante fornecer à criança descansar e dormir adequadamente pelo menos 8 horas por dia. A regularidade e a estabilidade do regime diário podem reduzir significativamente o risco de crises acetonêmicas.

    Apoio psicológico

    Finalmente, é importante fornecer à criança apoio psicológico suficiente. A síndrome acetonêmica pode ser tão desconfortável quanto qualquer outra doença, e a criança pode precisar do apoio dos pais e entes queridos. Isso permitirá que ele suportará os sintomas mais facilmente e estar mais calmo, contribui para uma rápida recuperação.

    Características da nutrição em recidivas de acetonemia em uma criança

    As recorrências de acetonemia em uma criança podem ocorrer a qualquer momento, por isso é importante seguir a dieta certa para impedir a ocorrência de um novo ataque.

    Em caso de recorrências da acetonemia, é necessário excluir da dieta da criança, carboidratos digeríveis rapidamente, que contribuem para o aumento no nível dos corpos cetona. Recomend a-se aumentar a ingestão de proteínas e gorduras, que efetivamente reduzem o nível de corpos de cetona no sangue.

    Também é importante garantir que a criança coma regularmente e não permita mais de 3-4 horas entre as refeições. Além disso, é necessário limitar o consumo de frutas e bagas ricas em frutose, bem como sucos e água carbonatada doce. Recomend a-se comer mais vegetais e verdes ricos em fibras, o que ajuda a normalizar o metabolismo no corpo.

    • Não coma: carboidratos, frutas, frutas, bagas, sucos, água carbonatada doce
    • Você pode comer: proteínas e gorduras, vegetais e verduras ricos em fibras

    Também é importante consultar um médico e fazer uma dieta individualizada para a criança, levando em consideração sua idade, atividade física e saúde geral.

    Q & amp; A:

    Quais alimentos não são recomendados para acetona?

    Não é recomendável comer doces, pratos gordurosos e à milanesa, produtos de farinha, carnes defumadas, álcool, bebidas carbonatadas, etc. Quando acetona.

    O que pode ser consumido com acetona como carboidratos?

    Como carboidratos com acetona, você pode comer frutas, frutas, legumes, mingau na água, pães, biscoitos, biscoitos em açúcar.

    O que é acetona na urina?

    A acetona na urina é um sinal da transição do corpo para a energia gorda, que produz grandes quantidades de corpos de cetona.

    Como reconhecer odor de acetona em acetona em uma criança?

    O odor de acetona em acetona em uma criança pode ser reconhecido pelo cheiro de respiração, urina, pele e respiração, semelhante ao cheiro de vinagre de maçã.

    Posso beber leite para acetona?

    Beber leite com acetona é possível, mas apenas leite sem gordura e não diluído. O leite gordo não é recomendado para acetona.

    O que fazer se uma criança se recusar a comer durante uma crise de acetona?

    Se a criança se recusar a comer durante uma crise de acetona, é necessário dar pequenas porções de alimentos para não causar vômito e aumentar progressivamente a quantidade de nutrientes na dieta. Você também pode dar fluidos na forma de água, chá verde, decocção de cranberries ou mirtilos.

    É possível comer carne com acetona?

    É possível comer carne com acetona, mas apenas magro, cozido ou cozido. Pratos de carne gordurosa e frita não são recomendados para acetona.

    Que tipo de dieta é recomendada para acetona a longo prazo?

    Com acetona por um longo período de tempo, recomend a-se o número 5 da dieta, que consiste no uso de proteínas magras, vegetais, frutas, cereais e peixes. Evite pratos doces, fritos, gordurosos e defumados, além de bebidas carbonatadas e álcool.