Alergia à proteína do leite de vaca: o que é e como lidar com isso?

Alergia à proteína do leite de vaca: sintomas, causas e métodos de tratamento. Aprenda a diagnosticar adequadamente a alergia ao leite, quais produtos podem causar alergia e como evit á-la.

O leite de vaca é um dos alimentos mais comuns aos quais as pessoas podem ser alérgicas. Atualmente, de acordo com as estatísticas da Academia Americana de Alergia, Asma e Imunologia, mais de 2% das crianças menores de 5 anos são alérgicas à proteína do leite de vaca. A condição também pode ser vista em adultos, com a maioria dos casos de alergia ao leite em desenvolvimento após os 20 anos.

A alergia ao leite de vaca é uma resposta do sistema imunológico a proteínas contidas em produtos lácteos. Quando uma pessoa entra em contato com um alérgeno, vários sintomas desagradáveis aparecem. Na maioria das vezes, isso ocorre quando os produtos lácteos são consumidos, mas pode acontecer que a reação do corpo seja causada pelo contato indireto, como quando a pele de um bebê entra em contato com a fórmula do leite em uma garrafa.

Um dos principais sintomas da alergia ao leite de vaca é o angioedema. Esta é uma condição na qual o inchaço da membrana mucosa ao redor dos olhos, lábios ou língua resulta em pontos individuais que podem eventualmente se fundir em um ponto grande. Sintomas semelhantes às alergias a outros alimentos também podem ocorrer, como: diarréia, náusea, vômito, cólicas intestinais, lesões da pele, coceira grave e irritação.

Alergia à proteína do leite de vaca: o conceito e os mecanismos de desenvolvimento

Alergia à proteína do leite de vaca: conceito e mecanismos de desenvolvimento

A alergia à proteína do leite de vaca é uma reação imune do corpo a certas proteínas que estão contidas no leite de vaca. Quando uma pessoa com alergia consome produtos contendo proteínas do leite de vaca, seu sistema imunológico começa a produzir anticorpos que são direcionados a destruir a proteína “atacante”. Essa reação resulta em uma variedade de sintomas que podem ser leves ou graves, até o choque anafilático.

O mecanismo para o desenvolvimento da alergia à proteína do leite de vaca é a interrupção do sistema imunológico, que deveria proteger o corpo de bactérias e vírus. No caso da alergia, o sistema imunológico começa a reagir às proteínas do leite como “agressores externos” que precisam ser destruídos. Não distingue proteínas do leite de bactérias perigosas, e mesmo uma pequena quantidade de proteína pode causar uma reação.

Uma alergia à proteína do leite de vaca pode ocorrer em qualquer pessoa, mas é mais comum em crianças pequenas. O risco de desenvolver uma alergia também aumenta se os parentes forem alérgicos. Os sintomas da alergia às proteínas do leite de vaca podem aparecer em minutos ou horas após o consumo de alimentos que contêm as proteínas. Eles incluem pele vermelha e coceira, inchaço, náusea, diarréia, vômitos e problemas respiratórios.

Causas do desenvolvimento da alergia ao leite de vaca

A alergia à proteína do leite de vaca é uma condição comum que se manifesta como uma reação ativa do sistema imunológico às proteínas encontradas no leite de vaca. Manifestações de alergia podem ser muito diversas, dependendo das características individuais do corpo.

As principais razões para o desenvolvimento da alergia à proteína do leite de vaca são a predisposição genética, os distúrbios no sistema intestinal e digestivo, bem como distúrbios no sistema imunológico.

Os distúrbios no intestino e na digestão podem estar associados a microflora desequilibrada, disbacteriose, gastrite, úlcera péptica e outras doenças. Além disso, o uso generalizado de antibióticos e outros medicamentos pode causar danos à mucosa intestinal, o que contribui para uma reação alérgica às proteínas do leite da vaca.

A predisposição genética também é um fator importante que pode levar ao desenvolvimento da alergia a proteínas do leite de vaca. Se os membros da família já foram diagnosticados como alérgicos às proteínas do leite de vaca, o risco de desenvolver a doença aumenta bastante nos filhos dessa família.

Finalmente, anormalidades no sistema imunológico têm um impacto significativo no início das alergias. As células imunológicas podem não responder corretamente à introdução de proteínas encontradas no leite de vaca, causando uma reação alérgica.